Notícias

GRUPOS VESSELKA, IRMANDADE DOS COSSACOS E PADRES FALECIDOS SÃO HOMENAGEADOS


Publicado em: 23/08/2018 09:01 | Fonte/Agência: prefeitura | Autor: prefeitura

 

GRUPOS VESSELKA, IRMANDADE DOS COSSACOS E PADRES FALECIDOS SÃO HOMENAGEADOS

 

GRUPOS VESSELKA, IRMANDADE DOS COSSACOS E PADRES FALECIDOS SÃO HOMENAGEADOS


Sessão Solene realizada pela Câmara Municipal de Prudentópolis na terça-feira, 21, integrou as comemorações alusivas ao mês em que se destaca o aniversário de emancipação político-administrativa de Prudentópolis, cuja data oficial é 12 de agosto, e também o Dia da Comunidade Ucraniana, que é saudado em 24 de agosto. 

A sessão abriu oficialmente a IX Semana da Comunidade Ucraniana de Prudentópolis, que se prolonga durante a semana com vários eventos programados, e reuniu autoridades, representantes de diversos segmentos da comunidade local. 

Participaram da abertura compondo a mesa oficial, o Presidente da Câmara, Vereador Marcos Roberto Lachovicz; Prefeito Municipal Adelmo Klosowski; Juiz de Direito da Vara Cível e Diretor do Fórum da Comarca de Prudentópolis, Dr. Roney Bruno dos Santos Reis; Bispo Dom Meron Mazur, da Catedral Imaculada Conceição de Vila Iguaçu; Padre Dionízio Horbuch, Pároco da Paróquia de São Josafat; Anderson Alexandre Lemos, Presidente da Comunidade Ucraniana da Paróquia de São Josafat, e Vereadores. 

A sessão deste ano envolveu três eventos alusivos à etnia, como homenagem póstuma a sacerdotes que desenvolveram o trabalho de organização da comunidade desde o início do século passado em Prudentópolis, e que terão seus nomes lembrados na identificação de vias públicas a serem implantadas no futuro Loteamento São Basílio, projetado pela própria Associação São Basílio, em Linha Abril; homenagem ao Grupo Folclórico Ucraíno-Brasileiro Vesselka, pelos 60 anos de existência; e ao Grupo Irmandade dos Cossacos, pelos 64 anos de atividades e dez anos de formalização oficial.

O Vereador Luciano Marcos Antonio, falando sobre os projetos que tramitam para nominar as vias públicas em homenagem aos padres falecidos que tiveram presença marcante em nossa comunidade, destacou que “manter viva a tradição secular de uma etnia, como a ucraniana, que é marcante e integrante da formação deste município desde os princípios de sua formação, é um desafio, cada dia maior, diante do mundo veloz e globalizado, com a tecnologia e as modernidades tomando conta de tudo e de todos”. 

A presença dos religiosos em nossa comunidade foi fundamental pois com firmeza e determinação conseguiram manter até nossos dias, essa tradição, a qual se iniciou em meados de 1897, quando para aqui veio o primeiro brasiliano, padre Silvestre Kizema, configurando-se na primeira missa transoceânica ucraniana da Ordem de São Basílio Magno. 

O Padre chegou em Prudentópolis no dia 6 de julho de 1897, véspera do dia de São João Batista, no velho calendário, padroeiro da cidade. O padre foi recebido com cantos e versos e hospedou-se na casa do comerciante Forkevicz e logo no dia seguinte, celebrou para o povo imigrante a divina liturgia a anunciou sua missão. 
E foi assim que tudo começou, com o incentivo do padre Silvestre, com as construções das primeiras igrejas, inclusive de São Basílio, além de colônias importantes, como Esperança, Eduardo Chaves, Piquiri, Paraná, Coronel Borman, além das primeiras escolas como Nova Galícia e Vicente Machado. 

Muitos religiosos sucederam esse trabalho e continuaram no mesmo fundamento, o que aglutinou a comunidade e a manteve unida em torno da etnia. Por isso, juntamente com o vereador Marcos Roberto Lachovicz, e em parceria com a paróquia, iniciou-se com projetos que estão em fase de tramitação por esta casa de leis, que buscam levar homenagens póstumas aos padres que por aqui passaram e deixaram seu legado. 

Nessa relação de nomes figuram o próprio padre Silvestre Kizema, padre Markiano Shkirpan, padre Clemente Bzhukhovskyi, padre Melécio Krauczuk, padre Nicolau Ivaniv, padre Eustaquio Turkovyd, padre Benedito Melnik, padre Basílio Zynko, padre Valdomiro Burko, além do Frade Procópio Veretta, e Bispo Dom José Martenetz. Esses nomes serão eternizados nominando vias públicas em fase de projeto de abertura e legalização no futuro Loteamento São Basílio, o qual está sendo idealizado pela própria Sociedade São Basílio, em Linha Abril. 

Vale destacar que, em anos anteriores, através de projetos aprovados, foram homenageadas as memórias dos padres Pedro Paulo Baltzar, Meron Paulo Kraiczyk, Josafat Ditkun e Josafat Roga.
Fonte assessoria Câmara Municipal.